Buscar
  • marcioasilv3

Como captar pacientes classe A


Como captar pacientes Classe A
Como captar pacientes Classe A

Recebemos diariamente perguntas de prospectos e também de clientes da nossa consultoria de marketing para médicos e dentistas que tocam no assunto de captação de pacientes particulares de alta renda.


São perguntas que recebemos quase diariamente:


  • Como captar pacientes classe A?

  • Como captar pacientes de alta renda?

  • Como captar pacientes de alto poder aquisitivo?

  • Como atrair pacientes ricos?

  • Como captar pacientes de classe alta?

  • Qual a melhor estratégia de captação de pacientes particulares?

  • Como atrair pacientes executivos e empresários?


Essas e outras perguntam são constantes. Pensando em ajudar quem está em busca de captar pacientes particulares de alto poder aquisitivo, ou seja, que desejam atrair pacientes classe A para suas clínicas ou consultórios, sejam elas, médicas ou odontológicas é que elaboramos esse breve e direto artigo.


O contexto da captação de pacientes de alta renda


Antes de prosseguirmos para as estratégias de captação de pacientes de classe A, é preciso que você tenha em mente alguns conceitos e conhecimentos que são muito importantes para o público de alta renda, a saber:


O público de alta renda, o chamado classe A não queima dinheiro a toa

Talvez, por isso mesmo eles tenham muito dinheiro. Não pense que só porque uma pessoa tem dinheiro ela irá pagar um preço alto pelo seu serviço. É preciso haver uma justificativa clara para que você possa comandar um preço premium.


Pessoas da classe A tem muitas opções de escolha

Diferentemente de um público de convênio odontológico ou plano de saúde médico, um paciente de alta renda, tem o poder de escolha nas mãos. Isso torna o acesso e o convencimento deles ainda mais complicado.


Pacientes de classe A tem muitas conexões


Isso significa na prática que muitas vezes, o profissional de saúde é selecionado e escolhido baseado em referências da rede de relacionamento (network) da própria pessoa.


Pessoas de alta renda são exigentes e estão acostumadas com o melhor


Uma pessoa de alta renda frequenta os melhores restaurantes, viaja de primeira classe nas companhias aéreas e tem carros de luxo. Essas pessoas estão acostumadas com um padrão de atendimento e de produtos e serviços de excelência. Muitas vezes, o que para uma pessoa de nível social inferior é um diferencial, para uma pessoa de classe AA é apenas o trivial.


Captar pacientes da classe A exige investimentos condizentes


Você quer atrair pacientes classe A para sua clínica odontológica e vender reabilitações orais de $ 40.000,00 mil, $ 50.000,00 ou mais? É um cirurgião plástico e deseja atrair pacientes particulares que vão pagar R$ 30.000,00? Não espere fazer isso com Google, Facebook e Instagram.


As pessoas de classe alta dificilmente decidem pela contratação de um dentista ou médico usando esse canais, digamos mais "básicos" de internet. Elas geralmente são impactadas por canais de mídias mais caros, como você verá a seguir. Claro, as indicações ainda são o principal motor, mas existe um meio de você entrar nesse roda. Mas espere investimentos condizentes com o seu ticket médio.


É muito importante que você tenha todos esses pontos em mente quando pensar em desenvolver uma estratégia de captação de pacientes da Classe A. Resumidamente: Pessoas de classe A tem muita informação, várias opções de escolha e são criteriosos quanto a gasto do seu dinheiro (cultura financeira).


Agora que você já está ciente desse contexto, vamos passar para a parte prática. Seguem abaixo 3 estratégias para captação de pacientes de classe A. Leia atentamente!


Assessoria de Imprensa



Assessoria de Imprensa Para Médicos e Dentistas
Assessoria de Imprensa Para Médicos e Dentistas

Apesar de muitas pessoas já terem se frustrado com o serviço de assessor de imprensa, a verdade é que ela funciona muito bem para atrair e converter pacientes de alta renda.


Veja, ao pensar em assessoria de imprensa você tem que ter em mente alguns pontos:


O assessor de imprensa tem que ter uma boa rede de relacionamentos com veículos, e em especial, com jornalistas que trabalham em redações de veículos de comunicação (revistas, jornais, programas de TV, etc.) que sejam direcionados para o público classe A.


Todo veículo de comunicação, seja ele um jornal, uma revista (Veja, Vogue, Marie Claire, Exame, etc.) tem um mídia kit.


O mídia kit é uma conjunto de informações que o veículo de imprensa compila a respeitos dos seus assinantes e leitores.


O assessor de imprensa que constrói um bom relacionamento com um veículo de comunicação voltado ao público Classe A vai conseguir maior penetração nesses meios para os seus clientes.


Veja, a assessoria de imprensa não vai conseguir fazer muita coisa se o profissional ou clínica não tem um diferencial competitivo real.


Diferencial competitivo é algo que você como profissional, ou sua clínica como uma empresa faz ou tem que é raro, escasso ou muito valorizado por uma parcela de pessoas em potencial.


Um ponto importante sobre assessoria de imprensa: Não é um trabalho rápido e você pode considera-ló "caro". E pode realmente sair bem caro se não trouxer resultados. E o resultado em assessoria de imprensa, geralmente é um fortalecimento da imagem do profissional ou da clínica perante o seu público-alvo, nesse caso específico desse artigo, o público de classe A.


Considere que um bom trabalho de assessoria de imprensa, leva entre em 6 a 12 meses para dar seus primeiros bons resultados. Ele tem por objetivo principal apresentar o seu trabalho, os seus diferenciais para uma audiência qualificada.


Enfim, a assessoria de imprensa é sim uma boa forma de captar pacientes particulares de classe A, desde que as premissas listadas acima sejam observadas.


Mídia Programática


Mídia programática para médicos e dentistas
Mídia programática para médicos e dentistas

Pense como seria bom se você pudesse mostrar uma propaganda da sua clínica somente para as pessoas que moram, por exemplo, na cidade de São Paulo, que tem uma renda mensal superior a R$ 150.000,00 / mês e que tem interesse por serviços de saúde, digamos da área de harmonização facial!


Com a mídia programática isso é possível. A mídia programática é um extenso conjunto de agentes (agências, ferramentas, provedores de dados e redes de anunciantes).


Essa rede permite entre outras coisas a divulgação de uma clínica de forma muito segmentada e ordenada.


Vamos dar um exemplo para que fique claro. Imagine uma clínica de dermatologia que tem como público-alvo mulheres entre 25 a 40 anos, executivas, moradoras dos bairro de Itaim Bibi, Vila Olímpia e Vila Nova Conceição em São Paulo (todos bairros elitizados, se você não conhece a cidade de São Paulo) e que tem renda mensal superior a $ 100k por mês.


É possível fazer a criação de anúncios (criativos) que vão aparecer em portais online, como o Estadão, UOL e Folha para pessoas que tenham esse, E SOMENTE esse perfil, quando estas estiverem navegando nesses portais.


Com a mídia programática é possível segmentar, determinar e direcionar mídia (anúncios) da sua clínica para pessoas de um perfil muito específico.