Buscar
  • marcioasilv3

Como fazer a gestão financeira de clínica odontológica

Como fazer gestão financeira para clinica de odontologia
Como fazer gestão financeira para clinica de odontologia

De forma geral, o foco do profissional de odontologia é na produção. Na entrega do seu serviço, na evolução do seu conhecimento técnico.


É muito importante realmente que o serviço da sua clínica seja de qualidade. Que o profissional busque aperfeiçoamento constante.


Porém, a evolução da odontologia, o crescimento da oferta e da concorrência acabam por exigir alguns outros comportamentos e atitudes dos dentistas.


Marketing, vendas, negociação e finanças são temas que o dentista moderno precisa ter algum domínio.


Hoje, vamos falar exclusivamente da parte financeira de clínicas odontológicas. Sem uma boa gestão financeira da sua clínica, você como profissional e empreendedor passa a correr sérios riscos, que podem comprometer, no médio e longo prazo a própria perenidade do seu negócio.



Gestão financeira de clínicas odontológicas


Na nossa experiência de mais de 20 anos prestando consultoria financeira para dentistas, percebemos que existe uma lacuna na formação profissional do cirurgião-dentista no que tange a parte de gerenciamento financeiro.


Hoje, queremos nesse breve artigo, introduzir o tema gestão financeira para clínicas odontológicas de uma forma prática, objetiva e com a intenção de "abrir os seus olhos" para a importância desse tema.


A gestão financeira de clínicas odontológicas se apoia em 3 dimensões:


  • Registro

  • Controle

  • Gestão


Vamos falar de uma forma clara sobre cada fase. Siga conosco!!



Registro


O registro é a fase mais básica e inicial de toda gestão financeira. Ainda assim, cerca de 70% das clínicas odontológicas não fazem o registro das suas operações financeiras ou ainda o fazem de forma limitada e amadora.


Registrar as informações financeiras da sua clínica é o passo inicial da gestão financeira. Nesse momento é preciso se atentar para alguns passos importantes:


  • Crie um plano de contas de receitas e despesas

  • Detalhe uma conta para cada receita na sua clínica. Por exemplo: Receitas vindas de tratamentos, receitas vindas de consultas, receitas vindas de comissões, etc.

  • Catalogue as contas fixas e as variáveis da sua clínica. Por exemplo: Água, luz e telefone são contas fixas, pois apesar de variarem o valor mensalmente, elas se repetem todos os meses.

  • Faça lançamentos diários das entradas de receitas em um software especializado. Fuja do livro caixa de papel ou de planilhas de Excel. Esses não são meios práticos para consolidação de dados e análises.


O trabalho de registro de informações financeiras da clínica deve ser feito diariamente. Isso pode ser feito por uma secretária ou por um estagiário treinado para essa função.



Controle

O controle financeiro é uma camada acima do registro financeiro. Você só controla o que está registrado.


Todos os dias uma pessoa da sua clínica precisa entrar nas contas bancárias e verificar se os recebimentos que estavam registrados para aquele dia aconteceram.


Da mesma forma, é importante controlar se as previsões de receitas de fato aconteceram.


O controle gerencial e financeiro de uma clínica odontológica precisa ser feito por alguém como uma visão mais macro. Não é um função para uma secretária ou para um estagiário.


Geralmente, em clínicas e consultórios pequenos, essa função é desempenhada pelo próprio dono da clínica.


É preciso que você reserve 30 minutos do seu dia (no início ou final do expediente para controlar as informações financeiras da sua clínica.



Gestão


Gestão financeira é o destino que toda clínica deve buscar. Gerir é coordenar, administrar, organizar, tomar decisões.


Nós sabemos por experiência própria que, apenas cerca de 5% das clínicas odontológicas brasileiras fazem gestão financeira das suas clínicas.


A gestão financeira ajuda os proprietários de clínicas a tomarem decisões baseadas em dados financeiras devidamente registrados e controlados.


É a partir da gestão financeira que perguntas fundamentais podem ser respondidas. Alguns exemplos:


  • Qual o faturamento previsto para daqui 3 meses?

  • Qual a margem de lucro bruta de um procedimento de implantes dentários?

  • Quanto em percentual o procedimento de odontopediatria contribui para o pagamento do custo fixo do consultório / clínica?

  • Vamos poder comprar aquele equipamento de última geração? Vai ter dinheiro em caixa?


Essas e outras perguntas somente podem ser respondidas através de uma boa gestão financeira de clínicas odontológicas.



Conclusão


Para uma boa gestão financeira é preciso caminhar na sua clínica de um ponto onde nada é registrado, ou registrado de forma empírica, para um processo de registro de dado, controle desses dados financeiros e análise e tomada de decisões sobre os dados devidamente registrados e controlados.


Se você precisa organizar sua clínica odontológica, se tem a necessidade de fazer uma boa gestão financeira, entre em contato e converse com um de nossos especialistas.


Senior Marketing

Gestão financeira para clínicas odontológicas

(11) 3254-7451

atendimento@seniormarketing.com.br