Buscar
  • Sênior Marketing

Você tem dificuldades de fechar os seus planos de tratamento na sua clínica odontológica?


Diariamente recebemos solicitações de ajuda de dentistas do Brasil todo na nossa consultoria de gestão e marketing para dentistas com as mais diversas dificuldades, mas uma se repete constantemente: dificuldade de fechamento nas vendas dos planos de tratamento.

Você também tem dificuldades de fazer com que seus pacientes aceitem e paguem pelos seus planos de tratamento? Fique tranquilo, nesse artigo vamos explorar de forma rápidas as principais causas da baixa taxa de conversão em clínicas odontológicas e o que fazer para melhorar a aceitação dos seus planos de tratamento.

Primeira passo: Entender a raiz do problema

Você como profissional de odontologia deve entender que o preço não é a principal variável na definição da aceitação ou não por parte do paciente do seu plano de tratamento.

Tenho certeza que se você é que como as centenas de dentistas com as quais já conversamos, deve ter torcido o nariz para a frase acima.

Isso faz parte de uma programação mental focada em preço e que leva invariavelmente a perda de vendas e resultados medíocres na profissão.

A primeira venda sempre acontece para si mesmo. Se você não acredita que o que você faz vale o preço que esta cobrando, dificilmente o seu cliente final vai acreditar também.

Então, vamos entender o motivo correto ou a raiz do problema da baixa taxa de conversão dos seus planos de tratamento.

Quando um paciente diz não ao seu plano de tratamento, quando ele diz que esta caro ou quando da qualquer outra resposta negativa, é porque ocorreu uma falha ou um gap entre o momento entre a emissão da sua mensagem, ou o seu posicionamento que chegou até a pessoa errada até o momento em que você efetivamente fala o preço do tratamento.

Veja que entre o momento que sua mensagem é emitida para o mercado via seu site, suas redes sociais, seu anúncio no Google, no Jornal, nos panfletos ou em qualquer meio, passando pelo momento em que o paciente chega a clínica, como ele é tratado, como ele percebe o ambiente, a receptividade pelo dentista, a explicação dada, os recursos visuais utilizados e a consequente explicação sobre o seu caso é que vão fazer com que a disposição para a aceitação do tratamento (e não o preço) sejam facilitadas ou não.

É muito comum durante nosso processo de consultoria para dentistas acompanharmos o processo de atendimento e apresentação de um plano de tratamento de um paciente de implante cujo preço final do tratamento passa de R$ 10.000,00 não durar 15 minutos!!!

Veja bem, as pessoas precisam enxergar valor para poderem comprar. Não estamos afirmando que é a quantidade de tempo que define o valor, mas é preciso dar o tempo necessário para cada fase da interação do paciente com a clínica (recepção, atendimento, atendimento clínico, apresentação e discussão da solução, proposta de valor, preço, fechamento) para que a venda do serviço aconteça.